14 de agosto de 2011

Por que?

"Por que?" é o que pensamos algumas vezes quando algo que a gente não quer, acontece. Achamos injusto.
Mas, nem sempre nossas definições do que é justo ou injusto estão corretas. Somos egoístas primeiramente, e depois é que paramos pra perceber se aquilo era mesmo bom pra gente.
Se não passamos no vestibular, por exemplo, fazemos disso o fim do mundo. Por acaso isso seria mesmo bom pra você?
O mesmo é quando a gente perde alguém. É injusto o pedaço que nos fica faltando. É difícil apagar certas marcas, e mesmo sabendo que esse alguém nos amou infinitamente, não remedia a dor da saudade e ausência. Ainda mais em datas como hoje.
Só que, se eu pensar por esse lado apenas, eu estarei sendo uma completa egoísta, sabendo que se eu não o deixasse partir ele estaria sofrendo.
Então, foi melhor assim.
P.S.: Amigos, me desculpem pela falta de publicação e principalmente pelo pouco conteúdo. Tem sido um difícil pra eu estar aqui escrevendo e me falta também criatividade. Não sei se alguém se importa, mas gostaria de receber opinião, reclamação, crítica, piada ou qualquer coisa que queiram me mandar. Eu ficaria muito feliz mesmo, significaria muito pra mim! Saber que alguém lê isso aqui já faz com que meu sonho de ser uma escritora um dia caminhe para a realização.

3 comentários:

Anne disse...

Também perdi alguém especial.
Esse alguém me faz muuita falta.
Mas realmente, se ela não tivesse morrido, minha vida seria muito diferente.
Acho que tudo acontece porque tem de acontecer.
Assim é a vida, não é?


--

Seu blog é lindo, seus posts mais ainda!

Se cuida!

Edione Mercês disse...

Oi! Suas palavras, amores e sorissos são lindos. Já vivenciei muitas perdas...e elas me fizeram aprender desde muito menina, que a vida é feita de miléssimos de segundos de amor. O que importa é o quanto você amou e foi amada por ele.

Paloma Araújo disse...

Oi, sou nova por aqui, eu estava zappiando o site da canção nova e por la encontrei o link do seu blog antigo e no antigo tinha o link deste novo, gostei muito. Este não é o primeiro dia dos pais que passo sem o meu pai, ele falesceu tem uns 5 anos, tudo me faz lembra-lo, mas o que me sustenta e o que me da forças, é que o amor que sinto por ele nunca acoubou e nunca vai acabar. bjos, seu blog ta muito legal ;*(paloma-moreira133@hotmail.com)

Ocorreu um erro neste gadget